Apresentação

O INACI - Associação de Ensino, mantenedor da Faculdade de Tecnologia FINACI e do Colégio Integral INACI empresa educacional existente desde 1974 ambas situadas em São Paulo - Capital, tem por objetivo a educação do jovem e adulto.

Como atores do cenário educacional desse novo tempo, preza pela qualidade de ensino que faz parte integrante da sua tradição no mercado, sobretudo no que compõe os cursos profissionalizantes, com ótima recepção pelo mercado de trabalho.

Dentro de seus princípios e objetivos, desenvolve em seus alunos uma visão crítica e consciente das necessidades da vida moderna.

Seus cursos são aprovados pelo MEC, Secretaria da Educação, inscritos nos devidos órgãos profissionais e sindicatos competentes, para que seus alunos não encontrem barreiras depois de formados ao iniciar o exercício da profissão ou em dar continuidade aos seus estudos.

A concepção de ensino e aprendizagem é contextualizada, sendo a teoria trabalhada juntamente com a prática permeando todo o conteúdo, possibilitando estudo de casos em sala de aula.

A avaliação é tratada de forma contínua, individualizada e em grupo, acompanhando o desenvolvimento do processo ensino-aprendizagem do aluno.

Podemos acrescentar o fato de que 80% dos alunos que se formam em um dos nossos cursos do Grupo INACI, conseguem empregos na área em que estudaram, considerando-se que os 20% restante são alunos que optam por outra área ao final do curso ou que ingressam no ensino superior, que trabalham em empresas da família, que optam por exercer a mesma função anteriormente ao curso.

AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL: O INACI participa ativamente de diversos projetos e ações junto à comunidade, desenvolvendo Feiras de Prevenção à Saúde com empresas privadas parceiras e órgãos públicos, como Secretarias do Governo do Estado de São Paulo, FEBEM, Fundação Casa, Instituto Dante Pazzanesi, SESI, Associação Comercial, Shopping Center Ibirapuera, Shopping D e outras entidades interessadas em projetos de responsabilidade civil.

O INACI recebeu do Rotary International, Lions Club do Brasil e Associação Comercial o Prêmio Marco da Paz como reconhecimento de suas ações de Paz e Justiça Social.

PROJETOS REALIZADOS/ CLIENTES ATENDIDOS:



Governo Federal - realização do Projeto PRONATEC - (Sisutec) em 2013, 2014 e 2015.

Governo Estadual - realização dos Projetos RETEC e VENCE - Programa Rede Ensino Médio Técnico - mais de 900 alunos matriculados em 2012, 2013, 2014 E 2015.

Governo Estadual - na realização do Projeto TécSaúde -  no Curso de Técnico de Enfermagem em 2010 e  2011.

Governo Federal - na realização do Projeto PROFAE formação no Curso de Auxiliar Técnico de Enfermagem - 2001 e 2002.

Governo Federal - Cursos de Qualificações Profissionais do FAT - Fundo de Amparo ao Trabalhador - 2003 e 2004.

CIEE - certificação para alunos de ensino fundamental I.

AES Eletropaulo, MPO Montagens Projetos e Obras Ltda., Medral Energia Ltda., Enges Engenharia e Comércio Ltda., Ability Tecnologia e Serviços S/A, F M Rodrigues & Cia Ltda. - Treinamento em NR-33 - 2008 a 2010.

Telefônica, SINTETEL - elevação de escolaridade para deficientes físicos e surdos através do EJA Educação de Jovens e Adultos - de 2008 a 2010.

Tejofran de Saneamento e Serviços Ltda - 2010.

Comissão Própria de Avaliação

A Comissão Própria de Avaliação, CPA, da Faculdade de Tecnologia FINACI tem como objetivo primordial a condução dos processos internos de avaliação da Instituição de Ensino Superior - IES.

Compete à CPA: A Comissão Própria de Avaliação, CPA, da Faculdade de Tecnologia FINACI tem como objetivo primordial a condução dos processos internos de avaliação da Instituição de Ensino Superior - IES.

I - propor e avaliar a dinâmica, os procedimentos e os mecanismos internos da avaliação institucional, da avaliação de cursos e de desempenho dos estudantes;
II - estabelecer diretrizes e indicadores para organização dos processos internos de avaliação, analisar relatórios, elaborar pareceres e encaminhar recomendações à Diretoria da IES;
III – acompanhar permanentemente e avaliar, anualmente, o Plano de Desenvolvimento Institucional, propondo alterações ou correções, quando for o caso;
IV – acompanhar os processos de avaliação desenvolvidos pelo Ministério da Educação - MEC, realizando estudos sobre os relatórios avaliativos institucionais e dos cursos ministrados pela IES;
V - formular propostas para a melhoria da qualidade do ensino desenvolvido pela IES, com base nas análises e recomendações produzidas nos processos internos de avaliação e nas avaliações realizadas pelo MEC;
VI - prestar ao INEP informações quanto à autoavaliação institucional, às avaliações dos cursos e à avaliação externa da IES, articulando, quando necessário, seu trabalho com as Comissões Avaliadoras designadas pelo MEC.

A Comissão Própria de Avaliação é formada por segmentos representativos da comunidade acadêmica - Docentes, Discentes, Corpo Técnico Administrativo e Sociedade Civil Organizada.

Anualmente, a CPA elabora Relatório sobre a Avaliação Institucional Interna visando o aperfeiçoamento das ações desenvolvidas na IES. Para ter acesso aos relatórios, clique nos link's abaixo.

http://ead.inaci.com.br/relatorio_2012

http://ead.inaci.com.br/relatorio_2013/

http://ead.inaci.com.br/relatoriocpa2014/

http://ead.inaci.com.br/relatoriocpa2015/

Missão

A Faculdade de Tecnologia FINACI tem como missão investir em um processo de ensino e aprendizagem que capacite os seus egressos a atenderem às necessidades e expectativas do mercado de trabalho e da sociedade, com competência e habilidades para formular, sistematizar e aplicar conhecimentos em suas áreas de atuação. 

Histórico da Mantenedora

O INACI Associação de Ensino, CNPJ nº 60.553.724/0001-94, com sede na Av. Brigadeiro Luís Antônio, 2867, Jardim Paulista, São Paulo, Estado de São Paulo, CEP 01401-000, é uma associação de direito privado sem fins lucrativos, com finalidade filantrópica, de assistência social, educacional e cultural de âmbito nacional, cujas atividades são reguladas por estes estatutos sociais, que se encontram devidamente adequados à Lei 10.406/2002 que regulamentou o Código Civil Brasileiro.

Finalidades



O INACI Associação de Ensino tem por finalidades:

I - organizar e promover a Assistência Social e a Filantropia assim como colaborar supletivamente com todos os meios disponíveis, sem qualquer discriminação, com a filantropia e a assistência social, entendidas estas em seu sentido lato, de tal sorte que a associação, seja por iniciativa própria, seja por iniciativa dos órgãos diretos ou indiretos da administração federal, estadual e municipal, prestará sua efetiva participação em todos os níveis assistenciais, inclusive nas campanhas oficiais, visando à proteção ao menor abandonado, o combate orientado à disseminação de drogas, à erradicação do analfabetismo, fornecendo equipamentos, recursos humanos, franqueando utilização de instalações e móveis, promovendo seminários e simpósios paralelos às campanhas governamentais de educação, proteção à saúde, ao meio ambiente, ao consumidor, bem como às de prevenção e profilaxia e demais iniciativas de cunho social, abrangendo também a eventual criação de núcleos comunitários, com as já existentes, incentivando e socorrendo, desta forma, as demais entidades assistenciais porventura necessitadas;

II - propiciar na medida do possível à educação gratuita, concedendo bolsas de estudos parcial ou total às pessoas carentes, dando-lhes acesso à educação não só em seus próprios estabelecimentos bem como nos arrendados, conveniados ou de terceiros;

III - promover e contribuir para o desenvolvimento das artes, da cultura, da filosofia, do ensino, da educação, da pesquisa científica, da tecnologia, da filantropia e da assistência social no Brasil e sua divulgação;

IV - ministrar o ensino, a formação e a habilitação profissional em todos os níveis, podendo fundar, instalar e manter estabelecimentos de ensino de qualquer grau ou natureza, próprios ou de terceiros;

V - assessorar e administrar entidades, estabelecimento de ensino e empresas afins, próprios ou de terceiros, em todos os seus setores de atividade;

VI - contribuir para o desenvolvimento da solidariedade humana através do aperfeiçoamento do ser humano e da preservação da cultura brasileira;

VII - formar e orientar os associados e filiados pelos princípios democráticos e peculiares à vida política e social do país, integrando na realidade coletiva nacional, e para atingir essas finalidades observará as diretrizes emanadas pelas leis de ensino vigentes no país, bem como de todas e quaisquer disposições legais, complementares ou sucedâneas, devendo ainda cumprir basicamente os três primeiros objetivos primordiais:

a) qualificar para o trabalho;

b) proporcionar à pessoa humana a formação necessária ao desenvolvimento de suas potencialidades como elemento de auto realização;

c) preparar para o exercício consciente da cidadania.

VIII) propiciar condições e oportunidade de instrução e aprimoramento cultural e educacional através de instalação e funcionamento de escolas de funcionamento infantil, ensino de primeiro e segundo graus e superior, profissionalizantes, vocacionais, de artes, bem como cursos livres e de pós graduação e institutos de pesquisa, bem como a criação de universidades;

IX) outros de relevante interesse social.

Dirigentes atuais



A diretoria atual da mantenedora está assim constituída:

Presidente:
Carlos de Fazio
Vice-Presidente: Yara Esmeralda Arena
Diretor Financeiro: Emílio Michele Cirillo


Histórico da Mantida



A Faculdade de Tecnologia FINACI, criada em Assembléia Geral Extraordinária realizada pela mantenedora em 20/06/2007, foi credenciada por meio da Portaria SESu/MEC nº 901, publicada no D.O.U. em 09/07/10, com endereço de funcionamento situado na Praça Pedro Lessa, 41, Centro, em São Paulo, Estado de São Paulo, e oferece os seguintes cursos: Curso Superior de Tecnologia em Radiologia, autorizado pela Portaria MEC nº 105, de 13.07.2010, publicada no D.O.U. de 15.07.2010, fl.134, seção I e Curso Superior de Tecnologia em Segurança no Trabalho, autorizado pela Portaria MEC nº 209, de 29.11.2010, publicada no D.O.U. de 30.11.2010, fl.31, seção I.

O pedido de autorização dos cursos superiores de tecnologia em Gestão Hospitalar e Gestão de Recursos Humanos, encontram-se em tramitação junto à SERES/MEC.

A Faculdade de Tecnologia FINACI propõe ser um centro irradiador de experiências educacionais e de práticas inovadoras, contribuindo para diminuir as naturais carências sócio-econômico-culturais do meio de atuação e que se traduzem em baixos indicadores sociais de qualidade de vida. Como IES inserida no contexto regional, espera contribuir para a defesa da cidadania e para o desenvolvimento e progresso integral e auto-sustentável de sua área geo-educacional.

Os pressupostos que embasaram a criação da FINACI foram:

- organização de modo a possibilitar em todas as suas atividades o sentido de unidade para a consecução de seus objetivos fundamentais;

- confronto da prática e experiência educacional, de forma dinâmica, com a história, com a realidade social;

- transmissão do conhecimento, ensino das matérias/disciplinas e atividades programáticas sob requisitos de interdisciplinaridade;

- busca de aliar o binômio teoria x prática e equilíbrio entre o ensino em classe e o exercício profissional em situações reais de trabalho;

- todo o processo educacional centrado no binômio pessoa x mundo, buscando-se o universal através do regional;

- profissionalização com comportamento ético, com um perfil do formado afeiçoado às regras da cidadania.

O crescente aumento da população, o aparecimento de novas tecnologias, a chegada da indústria automobilística, as exigências do mercado de trabalho, foram mudando o panorama de São Paulo, perdendo o ar interiorano ainda existente àquela época. A década de 70 iniciava um tempo de importantes modificações, a implantação das reformas do ensino. Surge um novo mercado de trabalho, dinâmico. Nos hospitais há necessidade premente de profissionais qualificados para compor seus quadros de funcionários. Os que lá trabalhavam aprendiam os procedimentos na prática. Até então as profissões de enfermagem, radiologia e outras, existiam apenas de fato, sem a devida regulamentação. Esses profissionais aprendem a trabalhar uns com os outros de maneira empírica, sem saber o porquê fazer daquela maneira. Nossa diretora fundadora, Dra. Yara Esmeralda Arena, ancorada em seu sonho de criança, ser professora, inicia a primeira escola. Modesta, porém competente. Nesse cenário, durante quase cinco anos formou cidadãos, com a preocupação de mudar a realidade. Em 1975 adquiriu personalidade jurídica, fundando o INACI - Instituto Nacional de Cultura Integral LTDA., mantenedor dos Cursos Livres de Operador de Raios X, Atendente de Enfermagem, Massoterapia e Instrumentação Cirúrgica. Em 1977, foram autorizados os Cursos Supletivos de 1º. E 2º. Graus, e no mesmo ano, os Cursos de Qualificação Profissional III - Modalidade: Habilitação Parcial de Auxiliar de Enfermagem, Curso de Qualificação Profissional IV - Modalidade: Habilitação Plena de Técnico. Era necessário que além de técnicas e teorias científicas que os alunos soubessem ler, escrever, fazer cálculos e entender o inter-relacionamento na vida ocupacional, qual o seu papel na equipe de saúde, seus direitos e obrigações, fazer jus ao próprio nome da escola. Ter uma cultura Integral.

Após dez anos de experiências científicas do INACI, na formação de profissionais competentes, eis que o Conselho de Enfermagem COREN e o Conselho de Radiologia -RCRTR iniciam as suas atividades. Atendendo às necessidades da comunidade, foram autorizados o Ensino Fundamental e o Médio em 1984, atualizando o nome para Colégio Integral - INACI Associação de Ensino. Aprovado em 1985 o Curso de Magistério e o Técnico em Processamento de Dados, hoje, com nova nomenclatura de Técnico em Informática. Com o crescimento do número de alunos e as constantes solicitações de novos cursos, em 1994, tem início a "Unidade Saúde", voltada especialmente para o funcionamento dos cursos de Educação Infantil, Técnico em Segurança do Trabalho, Técnico em Turismo, com as Qualificações de Guia Regional, Guia Nacional, Guia Internacional, Guia Atrativo Natural, EJA Fundamental e Médio e Ensino Fundamental. No ano de 2005, apostando na revitalização do centro da cidade de São Paulo e seguindo os indicadores das pesquisas elaboradas, que nos mostravam o ponto facilitador da ida e vinda dos alunos, iniciamos a "Unidade Centro". Ponto estratégico da cidade, com acesso rápido a todos os bairros e municípios circunvizinhos. Na "Unidade Centro, funcionam os Cursos de Técnico em Informática, Secretariado, EJA Fundamental e Médio, Turismo Prótese Dentária, Enfermagem Auxiliar e Técnico com Especialização em Enfermagem do Trabalho, Segurança do Trabalho, Radiologia Médica Radiodiagnóstico,e as Especializações de Radiologia Industrial Portuária e Aeroportuária, Radioterapia, Mamografia, Radiologia Veterinária. O Colégio Integral INACI, preocupado em formar cidadãos comprometidos, com foco nas necessidades da comunidade, cria um projeto de prestação de serviços gratuitos de prevenção à saúde. Esse projeto de responsabilidade social, fez com que fosse criado o INACI Associação de Ensino, entidade sem fins lucrativos.

Objetivando estimular setores produtivos e promover o conhecimento em programas de cursos superiores, o INACI Associação de Ensino elaborou o projeto de credenciamento para regularizar o funcionamento da Faculdade de Tecnologia - FINACI, criada em Assembléia Geral Extraordinária realizada pela mantenedora em 20/06/2007.

Mediante as solicitações recebidas de clínicas e hospitais conveniados e no intuito de atender ao desejo de nossos alunos, a entidade mantenedora, realizou pesquisas que otimizaram a obtenção de dados demonstradores da necessidade da formação profissional na Área da Saúde em diagnóstico por imagem. Com espírito renovador, o INACI resolve redesenhar novos processos de ensino-aprendizagem, razão pela qual, atendendo as novas perspectivas e necessidades dos atuais atores que comporão esse quadro educacional composto por alunos, doutores, mestres, especialistas e pessoas da sociedade, entra com pedido de autorização para o Curso Superior de Tecnologia em Radiologia e o Curso Superior em Tecnologia em Segurança e Saúde do Trabalho. Estes cursos entraram em operação em 1999, formando suas primeiras turmas em 2000 e atualmente são os mais procurados pelos alunos, tendo ótima aceitação no mercado de trabalho, razão pela qual motivou a presente proposta para os cursos de tecnologia.

O INACI Associação de Ensino, ao decidir pela criação da FINACI e pela oferta de cursos superiores de tecnologia, inicialmente, partiu de uma cuidadosa análise tanto da atual configuração socioeconômica brasileira, especialmente quando contextualizada pelo panorama socioeconômico global, quanto das particularidades do Estado de São Paulo, da cidade de São Paulo e da região em que está inserida.

Considerando que na área educacional cresce nos últimos anos a demanda por cursos superiores, principalmente no Estado de São Paulo, que passa por um processo de reorganização dos setores produtivos, ocasionando principalmente a expansão das atividades nas áreas de serviços, a FINACI apresenta em seu PDI, para os próximos anos, o desenvolvimento e implantação de cursos de Graduação.

A Faculdade almeja ofertar cursos que apresentem forte demanda regional, substanciados em resultados de pesquisas de mercado realizadas e em tendências observadas nas áreas que ampliam a empregabilidade.

O plano de implantação dos Programas de Graduação da IES tem como diretrizes norteadoras:

1. formação de sujeitos e de profissionais orientada para a autonomia e para as diferentes inserções do egresso no mundo do trabalho;

2. criação de diferenciais fortes para cada curso por meio da relação imediata com indicadores da necessidade social no que concerne às suas características sociais, econômicas geográficas e históricas;

3. orientação dos Projetos Pedagógicos ao momento histórico, social e econômico do País e sua aprovação pelos Colegiados Superiores da Instituição;

4. existência e adequação dos recursos físicos e materiais e instalações especiais;

5. perfil do corpo docente orientado por múltiplas competências.

Finalmente, o plano de implantação de cursos ambiciona a inserção de um programa de profissionalização da gestão acadêmico-pedagógica e administrativa, verificando se o perfil, a qualificação dos gestores e as normas regimentais são compatíveis e necessários para implantação de cursos ou necessitam aperfeiçoamento.

Diante do exposto, a Instituição tem como propósito firmar-se como centro de excelência no ensino tecnológico e de graduação em suas diferentes áreas e programas. É também objetivo da Instituição relacionar-se produtivamente com a comunidade, por meio de ações que levem a ela, em formas relevantes para o seu bem-estar e desenvolvimento, o saber resultante de suas atividades pedagógicas e acadêmicas.

Para os próximos anos, a Instituição, comprometida com as necessidades educacionais locais, tem como meta a implantação de outros cursos tecnológicos e também de graduação, conforme cronograma de expansão constante do presente Plano.

Fique por dentro das novidades!
Assine nossa Newsletter

Fechar